Para além de Emilly em Paris e Tommy Shelby: aprenda a trabalhar a gestão de conflitos no trabalho

2/09/2022

Muito mais do que demonstrar capacidade técnica, o profissional desejado atualmente é aquele que apresenta também a capacidade de resolver conflitos. Ter essa habilidade pode fazer a diferença na entrevista de emprego ou na hora daquela promoção tão desejada.

O que é um conflito?

Para o filósofo, pedagogo e doutor em administração Chiavenato (2004), “o conflito é muito mais do que um simples acordo ou divergência: constitui uma interferência ativa ou passiva, mas deliberada para impor um bloqueio sobre a tentativa de outra parte de alcançar os seus objetivos”.

Conflitos individuais e coletivos:

No âmbito individual, o conflito é uma situação que pode gerar, em uma pessoa, dúvida ou um estranhamento interno quanto à tomada de decisão diante de um determinado assunto.

A nossa vida é cercada de conflitos individuais dos mais variados. Mas vamos pensar naqueles conflitos leves de se resolver: a escolha da série para maratonar, do lugar para fazer o happy hour; da roupa para esse mesmo happy hour. Ir ao shopping ou ao cinema; à praia ou à serra? Logicamente, conflitos como esses a gente até gosta de resolver, não é mesmo?

Com certeza, a personagem Emilly, da série Emilly em Paris (2020), com o seu jeito descolado, nada ansioso e até um pouco atrapalhado, resolveria essas questões em um piscar de olhos. Depois, claro, ela colocaria tudo em seu Instagram e ganharia centenas de likes dos seus seguidores.

No âmbito coletivo, o conflito ganha um novo status: é uma situação em que duas ou mais partes têm opiniões diferentes a respeito de algo. Vamos, aqui, pensar em exemplos um pouco mais complexos: como se relacionar com uma pessoa que torce para um time diferente do seu? Ou que tem uma religião diferente da sua? Ou que vota no candidato com pensamentos opostos aos seus, por exemplo? Como conversar com o colega de trabalho sobre uma mudança na produção, com a qual você não concorda, e ele, por sua vez, quer implementar?

Será que podemos excluir essas pessoas da nossa vida porque pensamos diferente delas? Abdicarmos de uma conversa pacífica? Diferente de Emilly, certamente é isso o que faria Tommy Shelby, da série Peaky Blinders (2013), um gangster disposto a subir na vida a qualquer custo, cujo diálogo com quem pensa diferente não existe.

Entretanto, nem com likes nem com navalha devem ser tratados os conflitos. Como humanos, somos a soma de diversos discursos oriundos da família, da religião, da comunidade e da escola. Portanto, somos diferentes e precisamos respeitar essa diversidade!

O conflito coletivo no ambiente de trabalho

A falta de tolerância e de flexibilidade com pensamentos diferentes geram conflitos coletivos no ambiente de trabalho que impactam negativamente o fluxo das relações entre os colaboradores. Isso pode ocasionar a perda de produtividade, a quebra da harmonia no ambiente de trabalho, além de prejuízos à saúde mental e ao crescimento profissional.

Hoje, as empresas já admitem o lado positivo de se ter ideias e pensamentos diversos. Entretanto, nem todos os colaboradores estão preparados para lidar com essa pluralidade. Por isso, saber resolver conflitos é uma habilidade cada vez mais exigida no ambiente de trabalho, tornando-se um diferencial para quem a tem.

Aprendendo a resolver conflitos:

A gestão de conflitos envolve tolerância, respeito à diversidade, empatia e colaboração. No infográfico abaixo, disponibilizamos uma sequência de estratégias que você pode aplicar no seu ambiente de trabalho, quando houver uma situação de conflito. Leia e pense em como você está administrando esses aspectos na sua relação com o outro.

Infográfico Gestão de conflitos

Quer se especializar ainda mais em gestão de conflito? Nós, do SESI/RS, podemos te ajudar nessa necessária empreitada. Clique aqui e conheça os nossos cursos. EAD tem que SESI/RS!

Autora: Marceli Tessmer Blank, Doutora em Educação. Atualmente integra a equipe da gerência de Serviços Digitais do SESI/RS.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação tá on!
© Todos os direitos reservados.