O fim dos super-heróis: o papel do autocuidado na liderança

22/03/2022

 

No imaginário de algumas pessoas, o líder deve ser um indivíduo incansável, que se dedica dentro e fora de sua jornada de trabalho para conduzir sua equipe rumo ao sucesso. Essa visão estigmatizada precisa ser submetida a um novo olhar em um momento no qual a saúde mental no ambiente profissional passa a ser uma prioridade das empresas. É hora de pensarmos, com naturalidade, na relação entre liderança e autocuidado.

Autocuidado

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o autocuidado é a forma como cada indivíduo estabelece e mantém a própria saúde. O autocuidado diz respeito a toda e qualquer ação adotada em benefício da saúde, física, mental e emocional.

Em suma, o autocuidado é aquilo que fazemos para funcionar melhor e de forma mais feliz.

Qualidade de vida e autocuidado na liderança

O líder não é um super-herói. Olhar para si mesmo e reconhecer a importância do autocuidado é um ponto de partida para quem está à frente de uma equipe, pois o processo de autoconhecimento, aliado a práticas de autocuidado, favorece o bem-estar do líder e, consequentemente, impacta positivamente na vida das pessoas ao seu redor.

De acordo com Markway (2014), o autocuidado precisa se tornar um hábito para que, quando estivermos passando por situações de estresse, por exemplo, tenhamos um repertório de estratégias para enfrentar aquela situação e nos sentirmos melhores.

Liderança em harmonia

Sabemos que, por trás de um bom líder, encontra-se uma equipe estruturada. O líder representa os ideais e as propostas de diversas pessoas e de uma instituição. Se ele sabe liderar e conduzir os papéis que lhe são designados, a qualidade do trabalho aumenta, e os resultados da equipe se aproximam. 

Como profissionais motivados e felizes são mais produtivos e eficientes, o papel da liderança transcende os assuntos técnicos do trabalho. Por meio da comunicação objetiva, da motivação, do elogio, da conduta e da transparência, as relações interpessoais se alinham em um ambiente saudável, e a relação com a liderança é fortalecida.

Para isso, entretanto, o líder precisa estar em harmonia com suas emoções e seus sentimentos. Somente dessa forma é possível estabelecer um bom convívio e uma relação de pessoalidade com os colegas, contexto capaz de estabelecer relações de confiança e respeito.

“A principal função da liderança não é estar no comando, é cuidar das pessoas que estão sob seu comando” SINEK, Simon.

Muitos são os fatores que nos fazem aperfeiçoar o autocuidado. Para saber um pouco mais sobre esses fatores, te convidamos a conhecer o curso Liderança e Autocuidado, desenvolvido para líderes que desejam olhar para dentro e viver em harmonia.

Confira mais sobre o curso clicando aqui: https://educacaocontinuada.sesirs.org.br/cursos/Lideran%C3%A7a-autocuidado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação tá on!
© Todos os direitos reservados.