A ética no ambiente de trabalho

13/12/2021

No contexto profissional, em que a divergência de ideias, visões e posicionamentos integram o cotidiano dos trabalhadores, os limites éticos muitas vezes não são claros, distribuindo-se em uma paleta de cores acinzentada, de definições pouco evidentes. Nesse cenário, é importante conhecer o conceito de ética e compreender como esse conceito se interliga aos princípios e valores da empresa.

O conceito de ética

Para o filósofo grego Aristóteles (384 a.C – 322 a.C.), a ética relaciona-se com a virtude, isso é, com o caráter virtuoso da pessoa. Assim sendo, podemos entender a ética como um conjunto de padrões e valores que se relacionam com a moral do indivíduo. Você já deve ter ouvido ou lido muitas vezes sobre esse conceito que norteia as relações de uma sociedade. Porém, sabe de que forma está presente em nossa vida profissional?

Ética no contexto profissional

Quando participamos de um processo seletivo para determinado cargo em uma organização, algumas empresas apresentam sua missão e seus valores, a fim de encontrar uma colaboradora ou um colaborador que tenha um perfil alinhado a esses valores. A partir da contratação, o profissional já sabe que haverá normas de conduta em relação à sua área de trabalho, bem como em relação às pessoas que o integram.

Nesse sentido, ser ético profissionalmente é contribuir para o bom andamento das atividades e beneficiar o clima organizacional de forma sadia e harmoniosa. Dessa maneira, o colaborador desenvolve suas tarefas com mais confiança, o que, consequentemente, gera maior produtividade. Agir no ambiente de trabalho, e fora dele, como gostaríamos que agissem conosco é um ótimo exemplo de ética na vida e na profissão.

Comportamentos antiéticos na concorrência profissional

Em nosso trabalho, podemos conviver com pessoas de diferentes personalidades e objetivos profissionais que, para alcançá-los, apresentarão comportamentos fora da ética esperada para um profissional. Qual imagem esse profissional transmite para a sua organização e para seus colegas? Você gostaria de ter alguém com este perfil em sua equipe? Agindo de forma antiética, esse profissional contribui para a organização em que atua?

Ter metas e buscar atingi-las não pode, de forma alguma, ser justificativa para falta de ética. No mercado de trabalho competitivo atual, não há espaço para profissionais que colocam o seu objetivo pessoal como única meta e se comportam de forma desrespeitosa e desonesta em relação aos outros. Competir deslealmente, assediar e desrespeitar não são comportamentos toleráveis profissionalmente ou socialmente, certo?

Que tal estudar sobre a importância das relações interpessoais, visando um ambiente de trabalho saudável? Convidamos você a conhecer o curso Relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho, disponível no portal do SESI/RS, clique aqui e confira!

Luciane Alves Branco Martins
Doutoranda em Letras (PUCRS). Mestra em Letras (PUCRS). Professora de Língua Portuguesa, Literatura e Língua Espanhola.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação tá on!
© Todos os direitos reservados.